Ressaca financeira: como organizar o orçamento após o carnaval

Não precisa desesperar, um bom planejamento financeiro pode ajudar

O carnaval passou e esse pode ser o momento para alguns arrependimentos. Alguns devem estar se perguntando o motivo de terem passado o cartão de crédito tantas vezes na folia, por exemplo. Essa ressaca financeira pode durar um pouco mais que a ressaca física. Contudo, não é necessário se desesperar, mas sim agir logo.

O ditado brasileiro diz que o ano só começa depois do carnaval, se for assim, as contas de início de ano já bateram na porta. Neste caso, deve-se priorizá-las para que não virem uma bola de neve nos próximos meses do ano. São elas: IPVA, IPTU, matrícula, material escolar (se tiver filhos), entre outras.

Em paralelo com a priorização das contas, faça um fluxo de caixa. Isso é, você irá registrar todo dinheiro que entra e sai. Pode anotar em um caderno, em uma planilha ou nos aplicativos especializados em finanças. O ideal é que você consiga fazer uma estimativa de agora até o fim do ano. Não esqueça de colocar tudo que está devendo, como as parcelas do cartão de crédito.

A palavra cautela tem que começar a fazer parte do seu vocabulário. Após os gastos do carnaval, não se pode comprar mais desenfreadamente. Evite as compras por impulso e se tiver que adquirir algum produto/serviço, tente pagar à vista. Se não for possível, negocie para dividir o mesmo valor, sem juros.

Recomenda-se também não contar com o cheque especial. Além dos juros altíssimos, de acordo com as novas regras do Banco Central, a partir de julho deste ano, os bancos podem cobrar taxas para quem tem limite acima de R$ 500,00, independentemente da pessoa usar ou não. Por isso, além de não utilizá-lo, vale rever o serviço que o seu banco oferece.

Os juros do cartão de crédito também não ficam atrás dos do cheque especial. Por isso, deixe ele um pouco de lado. A outra dica é nunca pagar o valor mínimo ou atrasar a fatura, isso pode se tornar uma grande dívida.

Economize nas próximas comemorações. O ano ainda guarda uma série de eventos que requerem gastos. A páscoa vem com os ovos de chocolate, o dia dos namorados pede um presente para quem se ama, os outros feriados são propícios para viagens. Já preveja tudo isso no planejamento do ano e trace estratégias de gastar menos. 

Caminho do investimento

Aos poucos, conforme você for ficando mais estabilizado, é possível aplicar o seu dinheiro. É primordial criar uma carteira de investimentos bastante diversificada, escolha opções como CDI/CDB, Previdência Privada, LCI/LCA e por aí vai.

Evite também arriscar muito nos investimentos, porque em um período em que você se encontra com menos estabilidade, pode custar caro. O conselho é aplicar em papéis e títulos de característica moderada. Passe longe de taxas de juros altas. 

Se possível, entre em contato com um especialista antes mesmo de começar as aplicações. Relate sua situação financeira, seus objetivos e suas preferências. Um profissional saberá orientá-lo sobre as melhores alternativas, de acordo com o seu perfil de investidor. 

Seguindo as dicas você terá uma base de como colocar em prática a educação financeira. Tenha disciplina e alcançará equilíbrio nas contas para aproveitar o ano sem perrengues.  

Tags: finanças planejamentofinanceiro

Veja mais