Cerca de 40% dos idosos apresentam desidratação

Cuide para que eles consumam bastante água

Boca seca, sonolência ou cansaço, pele seca, dor de cabeça, tontura e fraqueza, são apenas alguns sintomas da desidratação, que é, não apenas a falta de água no organismo, bem como sais minerais e líquidos orgânicos. Esse problema tem afetado cada vez mais os idosos, de acordo com um estudo da Escola de Enfermagem da Universidade de Los Angeles, a hidratação deficiente atinge 40% dessa população. 

As causas dessa disfunção são diversas, mas em geral, os mais velhos têm tendência a sentirem menos sede, o que leva ao consumo menor de água. Além disso, o excesso de medicamentos, para tratar outras complicações, pode causar diarreia ou muito suor. 

E a desidratação não causa apenas os sintomas usuais, em um grau mais alto, pode evoluir para uma infecção de urina e outras doenças mais graves. É comum que pessoas acima de 65 anos tenham que ser hospitalizadas em decorrência de disfunções pela falta de água. 

Melhore no dia a dia

Se você faz parte do grupo que quase não toma água ou convive com alguém assim, seguem algumas dicas para consumir mais a bebida e evitar a perda de líquidos:

  • Conte com outras opções: existem pessoas que realmente não gostam de ingerir água pura, contudo, uma ajuda é contar com outras fontes. Os chás são uma ótima opção, você pode optar pelos quentes ou gelados, de diversos sabores, só lembre: sem açúcar. Além disso, existem frutas, legumes e verduras que são compostos de até 90% de água. Por exemplo: pepino, tomate, alface, rabanete, couve-flor, melancia, melão, morango, entre outros.
  • Use roupas leves: no verão, principalmente, costumamos perder bastante água por meio do suor. Neste caso, dê preferência para as roupas mais leves. Outra dica é evitar a exposição direta ao sol.
  • Água à vista: uma estratégia é sempre deixar uma garrafa ou copo de água no campo de visão, assim, motiva a pessoa a beber. Pode colocar uma na mesa do trabalho, outra na mesa ao lado da cama. O mesmo pode ser feito com os chás.
  • Evite exercícios no calor: além de proteger do sol, evite fazer exercícios físicos durante os horários mais quente do dia, principalmente ao ar livre, entre 10h da manhã e 17h da tarde. Não esqueça também de tomar água durante as atividades.
  • Tome a quantidade ideal: os especialistas recomendam um cálculo para definir a quantidade ideal de água por dia. A conta é 35ml multiplicado pelo seu peso corporal. Ou seja, uma pessoa que pesa 70 kg, deve consumir 2 litros e 450 ml de água por dia. 
  • Observe os sintomas: é sempre bom observar, principalmente em idosos, os sintomas da desidratação. Se você perceber alguns deles, vá até a unidade de saúde mais próxima para realizar o tratamento correto, como reposição de líquidos por meio da veia ou na ingestão de soro caseiro.

Com atenção e cuidado, é possível manter os idosos bem hidratados e livres dos desconfortos causados pela desidratação. 

Tags: qualidadedevida saúde

Veja mais